DE LONGE TE OBSERVO (Desde Allá)


Um filme para ser visto de perto

Sexualidade, sensualidade, voyeurismo e sedução exacerbada. Assim vemos o venezuelano De longe te observo, novo filme de Lorenzo Vigas (Los elefantes nunca olvídan, 2004). O título justificado pelas tomadas à distancia e depois se aproximando são de fato como também por explorar o naturalismo, o cotidiano e a fragilidade do prazer, sempre observados à distância e com certo pudor.


Armando (Alfredo Castro, de Aurora, 2014) é o proprietário de uma loja de próteses dentárias que tem como hábito apreciar rapazes jovens e recompensá-los por uma visita até sua casa para que o satisfaçam enquanto se masturba. Certo dia o jovem escolhido é Elder (Luis Silva), líder de uma gangue local que não se submete às fantasias de Armando e inicia um complexo relacionamento.


Traumas de infância, pedofilia, abusos, exploração, crime e o doce desejo de vingança caminham lado a lado em busca de um sentido na vida de ambas as personagens de modo denso e transformador.


Utilizando de uma linguagem detalhista e desconfortável, o diretor Lorenzo Vigas - que assina também o roteiro - aguça a expectativa pelo resultado final da trama minuciosamente bem construída e carregada de moral. Acrescenta-se a brilhante atuação do estreante ator Luis Silva.

Cobiça e necessidades financeiras geralmente levam a caminhos tortuosos e drásticos, mas nem sempre é fator decisivo para fazer uma escolha. Muitas vezes o desejo e a ambição torna-se fator decisivo para incitar a curiosidade.


De longe te observo - vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza - é sobretudo um filme grandioso e provocante que instiga o pensamento do começo ao fim.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now