CEGONHAS - A História que não contaram (Storks)


Inesperadamente divertido

As animações estão entre os maiores sucessos de bilheteria de 2016, com Zootopia (Byron Howard e Rich Moore), Procurando Dory (Andrew Stanton) e Pets: A Vida Secreta dos Bichos (Yarrow Cheney e Chris Renaud) conquistando jovens e adultos, mas o gênero não teve apenas vitórias este ano. Por isso, não se esperava muito de Cegonhas, talvez isso seja o melhor trunfo da animação: ser o desconhecido perante aos grandes estúdios.


As cegonhas não entregam mais bebês: agora entregam produtos de venda online. O melhor entregador é a cegonha Júnior, que está prestes a ganhar a promoção da sua vida, porém, antes disso precisa demitir uma humana estabanada chamada Tulipa. Nisso, ambos recebem uma carta de um garotinho que está passando um tempo difícil com os pais, e vendo um antigo comercial das cegonhas decide enviar uma carta pedindo um irmãozinho. Sua carta gera um bebê, e para não perder a promoção, Júnior decide pedir ajuda da jovem Tulipa para entregar o bebê antes que as outras cegonhas descubram.


Sem saber nada do filme, fui recompensado com uma animação maravilhosa. Requisitos técnicos de filmes assim são o de menos, o que é mais marcante no longa é sua história inteligente, centrada nos personagens, que possibilita construir personalidades carismáticas.

A dublagem brasileira - mesmo não usando dubladores profissionais - consegue trazer todo o carisma dos personagens. Os diálogos são bem escritos, deixando tudo natural durante as interações, com isso é fácil se identificar com uma cegonha. Até mesmo as cenas surreais conseguem ser hilárias, e por isso esse filme já merece ser visto.


O ritmo demora um pouco para engatar a marcha certa, e felizmente isso é passageiro, pois a animação desabrocha com o seu segundo ato, colocando o desenvolvimento dos personagens em grande perspectiva, em situações inusitadas e aceleradas, usando o humor como chave para a história cativante. Mesmo tendo os clichês conhecidos de outros filmes, o cenário em que são colocados demonstra o quanto um clichê bem encaixado pode ajudar a desenvolver a trama.


Cegonhas é uma surpresa bem vinda, uma delicia para ver com a família. Além de ter semelhanças com um clássico da comédia Antes Só do que Mal Acompanhado (John Hughes), é adorável ver o quanto não precisa ser um estúdio gigante para fazer uma animação com alma e coração, extremamente divertida e totalmente aproveitável para toda a família.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now