MISTÉRIO NA COSTA CHANEL (Ma Loute)


Um exagero cômico à margem de Buñuel


Mistério na Costa Chanel, o novo filme de Bruno Dumont (O Pequeno Quinquin, 2014) é uma mistura de gêneros que lembra de modo alusivo e muito exagerado o clássico O Gordo e o Magro misturado ao teatro Vaudeville.


Trata-se de ricos aristocratas que se aventuram durante as férias em um lugar exótico e selvagem, com o objetivo de conhecer - e muito bem - os costumes locais, com ideais e atitudes de ações e reações psicológicas sobre as diferentes classes burguesas. Ma Loute (Brandon Lavieville), tem a função de transportar pessoas de um lado ao outro da água, carregando-as nos braços, mas também levando-as, junto com o pai, por meio de um barco para mais longe. Nem sempre as pessoas que vão podem voltar, isso é o mistério que se passa - começo do século 20 - numa pequena cidade costeira da França. Juliette Binoche (Acima das Nuvens, 2014) surge como Aude, uma transeunte da ilha misteriosa.


O filme é de um surrealismo exagerado no qual histeria, defeitos, desvios de personalidade, e necropsia são idealizados como beleza superficial de mundos confrontados, onde a percepção do espectador se altera a cada ruído, fantasia ou tensão vivida pelos personagens. O contraste desse desvio entre classes, foi marcada pelo figurino claro nos personagens ricos e escuro nos pobres.


Pode-se, contudo categorizar o que vemos em um misto de mistério e esquizofrenia que tende a ser grotesco e falso como tentar expor as relações sociais humanas.

Transexualidade e discussão de gênero também são um ponto forte e marcante do filme, embora não importa muito para a solução dos mistérios apresentados. Ali ninguém se entende ou se comunica para alcançar algo, as reações não combinam com os fatos.


Há um contexto de luta de classes que contrapõe a alta burguesia esnobe aos pescadores pobres que com eles convivem, mas ninguém se salva no exagero da caricatura e da farsa. Não há bem e mal, a maldade e a loucura dominam a cena e detonam tudo.

A mensagem final é que o mundo é uma eterna loucura e todos precisam mergulhar nele.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now