TUDO É IRRELEVANTE


Uma vida nada irrelevante

O intelectual brasileiro Hélio Jaguaribe Gomes de Mattos é um homem bastante incomum. Advogado, sociólogo, economista, cientista político e escritor, ele é também um profundo pensador da filosofia ocidental e são dele alguns estudos que se propõem a analisar o significado da existência do ser humano. Sua vida e obra estão retratadas no excelente filme documentário Tudo é Irrelevante, que faz parte da seleção deste ano da mostra É Tudo Verdade.


Dirigido por Izabel Jaguaribe e Ernesto Baldan, a obra reúne depoimentos de pensadores, políticos, e também do próprio Hélio, onde são contadas sua história de vida, suas experiências profissionais e suas reflexões existenciais. Polêmico e conhecido por defender ferrenhamente suas teorias, para Hélio “a vida e morte de um homem é irrelevante. O mundo é sem objetividade”. De acordo com ele, a vida necessita ser apenas vivida e contemplada, nada além disso.


Ateu e preocupado com a racionalidade, o intelectual graduou-se em direito pela PUC-RJ em 1946 e foi nesta época em que passou a se reunir com outros estudantes que possuíam um mesmo interesse: discutir o Existencialismo além de vários outros questionamentos filosóficos. Era admirador do marxismo, mas não acreditava na implantação do modelo socialista, pois o considera uma utopia. Figura importante na política nacional, Hélio tornou-se Secretário Geral e diretor do Instituto Brasileiro de Economia, Sociologia e Política (IBESP). Alguns anos depois, juntamente com outros membros do Ibesp, criou o Instituto Superior de Estudos Brasileiros (ISEB), com o aval do então presidente Café Filho.


Nos meses finais de 1958, o ISEB é atingido por uma crise interna graças à publicação do livro O nacionalismo na atualidade brasileira, de autoria de Hélio, no qual havia uma forte crítica ao nacionalismo brasileiro exacerbado que afastava investimentos estrangeiros, atrasando o desenvolvimento do país. Após o episódio foram realizadas algumas mudanças no instituto. Hélio passou a trabalhar ao lado do presidente Jucelino Kubitschek, colaborando com suas idéias desenvolvimentistas.


Ainda realizou trabalhos em diversas instituições - nacionais e internacionais -, mas sem vínculo permanente. Continuou produzindo no meio acadêmico e dele faz parte desde então. Recebeu diversos prêmios por sua atuação política e também por suas obras. Um homem possuidor de vasta bagagem intelectual e de grande capacidade de argumentação, mas que sabe passar seus conhecimentos de forma simples e objetiva. Para o espectador que não o conhece, assistir a este filme renderá uma boa dose de admiração pelo retratado.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now