UMA DAMA DE ÓCULOS ESCUROS COM UMA ARMA NO CARRO (La dame dans l'auto avec des lunettes et un fu


Pegar o carro do patrão foi o primeiro erro dela

Este thriller faz uma mistura da atmosfera psicologicamente tensa do diretor americano Alfred Hitchcock (Festim Diabólico, 1948) com o cinismo e ironia dramática do escritor Raymond Chandler (Pacto de Sangue, 1944). Joann Sfar (O Gato do Rabino, 2011) realiza a refilmagem , cuja versão original foi dirigida por Anatole Litvak (Crepúsculo Vermelho, 1959) no ano de 1970 e foi baseado no romance policial de Sébastien Japrisot.


Dany Dorémus (Freya Mavor) aceita passar a noite na casa do seu chefe Michel (Benjamin Biolay) - casado com sua colega de escola Anita (Stacy Martin) - para terminar um relatório importante. Na manhã seguinte, o casal parte para uma viagem aos alpes suíços e entrega as chaves do carro para a secretária. Invejosa pelas conquistas da colega - incluindo o marido -, Dany decide pegar o automóvel e aproveitar a folga de última hora.


Ao longo do caminho, ela é reconhecida por gente que nunca vira na vida, sofre uma perseguição violenta e tem uma noite de romance com o malandro bon vivant George (Elio Germano). Porém, nada supera a arma no banco de trás e um cadáver (Christophe Blain) no porta-malas.

O filme possui uma trilha-sonora que gera tensão nos momentos mais suaves do filme, subindo de volume nas cenas mais impactantes. A tela dividida para acontecimentos simultâneos funciona como o olho do perseguidor ao vigiar a fugitiva. A iluminação vermelha ou suavizada ajuda na atmosfera emocional em constante mudança. A montagem também chama atenção por mesclar cena em cima de cena para ressaltar a confusão mental da protagonista .


O flashforward (idas e vindas ao futuro da trama) garante a surpresa narrativa sem entregar spoiler e deixar a dúvida se Dany tem dupla personalidade ou amnésia. O figurino da marca Dior garante a nostalgia dos anos 70 própria do sonho feminino de libertação, poder e beleza.


Mesmo com as técnicas do cinema hollywoodiano, o filme ainda obedece aos padrões franceses, apresentando certa lentidão. Mesmo assim, o longa-metragem é uma aula para futuros diretores de como se fazer filme de baixo orçamento. Para quem for assistir, espere por ansiedade equilibrada, sequências de carro na estrada e muitas viradas na história.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now