EM PEDAÇOS (Aus Dem Nichts)


A Europa e a xenofobia


Mais um filme de Fatih Akin (Em Julho, 2000), Em Pedaços (AusdemNichts, 2017), foi vencedor do Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro e é o representante da Alemanha no Oscar.


O diretor alemão de origem turca conhecido por vários filmes, ganhou o Urso de Ouro em 2004, com Contra a Parede (Gegen die Vand), que aborda o problema da integração entre alemães e turcos.


Neste novo trabalho ele retoma a temática que é bastante séria. O turco Nuri Sekerci (Numan Acar) - após cumprir prisão por tráfico de drogas - se casa com a alemã Katja (Diane Kruger) e tem um filho, Rocco. A família leva uma vida amorosa e tranquila até que, devido à uma explosão criminosa, Nuri e Rocco morrem. Katja fica devastada e procura na justiça a punição dos culpados, um casal neonazista.

O filme, com tom bastante realista, nos põe cara a cara com o problema do terrorismo de extrema direita em ascensão na Europa atual. Apesar de aceitar mão de obra turca há muitos anos, a Alemanha não os incorporou totalmente em sua sociedade. Os grupos neonazistas atacam os turcos, por acreditarem que não deveriam estar ali.


A película, é muito bem feita. Estruturada em capítulos, possui bom ritmo e mantém tensão no espectador, que fica de olhos grudados na tela.


Além de provocar uma reflexão sobre o terrorismo e suas consequências na vida das pessoas, também leva a um sério questionamento da justiça. Ademais aborda o sofrimento de uma pessoa que perde seus entes queridos, e da dificuldade de retomar a vida após uma tragédia de tal porte, com tal intensidade que o espectador se emociona como sentindo a dor de Katja.


Vale lembrar que Diane Kruger, ganhou o prêmio de melhor atriz em Cannes por sua atuação neste filme, motivo pelo qual só por isto já vale a ida ao cinema.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now