CINEDROPS: ADORÁVEIS MULHERES


Adoráveis Mulheres é biscoito finíssimo, o melhor trabalho de Greta Gerwig até agora. Confesso que fui na má vontade. Havia detestado o autoindulgente Lady Bird e tenho preguiça monstruosa com a história do livro. Porém, tirando um pecadilho ou outro de escalação - apesar de ser, Emma Watson não parece ser mais velha que Saoirse Ronan, sinto muito, e também não dá pra entender o que todas veem no frangote do Timothée Chalamet - todos estão muito bem.


A direção de atores é impecável, a fotografia é um desbunde, a produção é linda no todo. Greta demonstra coragem ao se jogar de cabeça em uma narrativa psicológica que tinha tudo para fazer o público se perder, mas a história se sustenta sempre. Está certo que mais pelo tutano do material original do que pelos acertos do roteiro, porém, se não dá pra dizer que a diretora acerta o tempo todo, ela erra pouquíssimo. Seu olho de cena me lembrou os melhores momentos de Stephen Frears, sem exagero. Bela surpresa.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now