AS PRIMEIRAS FÉRIAS NÃO SE ESQUECE JAMAIS" (Premieres Vacances)


O Amor nos tempos do Tinder


O diretor estreante Patrick Cassir acerta a mão nesta comédia romântica à francesa, bastante antenada em relação a como funcionam os efêmeros relacionamentos em tempos de contato virtual via aplicativos de celular.


Mesmo baseando-se na velha fórmula de se unir duas pessoas que, em termos de personalidade, não tem absolutamente nada a ver uma com a outra para disso se extrair humor, As Primeiras Férias não se Esquece Jamais acerta em grande parte na leveza com que apresenta e conduz o assunto.


Aliás, não fosse tal leveza na apresentação do tema, em determinados momentos poderia até se cair num aparente racismo em relação ao Leste Europeu, ou seja, a "parte pobre" da Europa, naquele momento em que o casal de protagonistas decide passar suas primeiras férias juntos na Albânia.

Porém, ao manter o foco de atenção do espectador na evidente discrepância de atitudes e personalidades apresentadas pelo organizado e metódico Ben (Jonathan Cohen) e pela divertida e descompromissada Marion (Camille Chamoux), As Primeiras Férias não se Esquece Jamais evita se aprofundar nessa questão relativa à especificidade cultural da Albânia, mantendo a leveza e bom humor da trama.


As piadas envolvendo um grupo de "neo-hippies" que cobram caro de seus hóspedes por uma espécie de hostel com péssimas instalações, enquanto eles próprios alugam seu luxuoso apartamento em Paris para, digamos assim, outro tipo de clientela endinheirada, também são ótimas.


Enfim, As Primeiras Férias Não se Esquece Jamais corresponde a um divertido passatempo sem maiores pretensões, enquanto nos descreve, a seu modo, como funciona o amor no mundo contemporâneo, cada dia mais dependente do aparato virtual e tecnológico.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now