48º FESTIVAL SESC MELHORES FILMES


2022 - ANO DO RETORNO TRIUNFAL ÀS SESSÕES PRESENCIAIS

por Ricardo Corsetti Na última quarta-feira (06/04) foi realizado o evento de abertura da 48ª edição do Festival Sesc Melhores Filmes, em cerimônia presencial para convidados. Após dois longos anos pandêmicos, finalmente pudemos ter o prazer de acompanhar presencialmente, o início da mais recente edição deste que é, sem dúvida, um dos mais tradicionais festivais de cinema realizados em São Paulo e, claro, no Brasil. Com a belíssima sala do Cinesesc lotada, acompanhamos por algumas horas a premiação referente aos melhores filmes nacionais e estrangeiros realizados em 2021, na opinião tanto do público quanto também, é claro, da crítica especializada. A grande surpresa da noite vem logo de início, com o anúncio do prêmio de melhor atriz, na opinião da crítica, à jovem estreante Thiessa Woinbakk por seu desempenho como protagonista em Valentina, longa dirigido pelo também estreante Cássio Pereira dos Santos. Já na opinião do público votante, a veterana Fernanda Montenegro (Central do Brasil, 1998), foi a escolhida para a mesma categoria por seu desempenho em Piedade, de Cláudio Assis. Outra surpresa foi a vitória do longa intimista Deserto Particular, de Aly Muritiba (Para Minha Amada Morta, 2014), nas categorias de melhor roteiro e melhor fotografia. Já o cobiçado e aguardado prêmio de melhor ator foi destinado, por unanimidade entre público e crítica, a Seu Jorge (Cidade de Deus, 2002) por seu desempenho em Marighella, filme também vencedor unânime nas categorias de melhor filme e melhor direção para o estreante na função, Wagner Moura (Cidade Baixa, 2005). Quanto à sessão internacional do prêmio, a grande surpresa ficou por conta da escolha de Não Olhe Para Cima, de Adam Mckay, como melhor filme internacional do ano, na escolha do público, enquanto a crítica optou pela opção mais óbvia, premiar Ataque dos Cães, da lendária diretora neozelandesa Jane Campion (O Piano, 1993), na categoria. Obs: por razões pessoais, infelizmente não pude assistir a exibição do filme de abertura do Festival - Medusa, de Anita Rocha da Silveira (Mate-me, Por Favor , 2015) - que seria exibido logo após o término da premiação. *Até o dia 27/04, a 48ª edição do Festival Sesc Melhores Filmes, ocorre de forma híbrida: com sessões presenciais no Cinesesc (Rua Augusta, 2075) e também online na plataforma sescsp.org.br/cinemaemcasa