CORAÇÃO DE FOGO (Fireheart)




DIVERTIDO E MUITO BEM REALIZADO


por Ricardo Corsetti


Produzida e dirigida pelo francês Laurent Zeitoun, mundialmente conhecido após ter produzido um dos maiores sucessos do cinema francês contemporâneo: Intocáveis (Eric Toledano, 2011). A recente animação Coração de Fogo prova ser possível realizar um ótimo filme neste formato fora do monopólio Disney/Pixar.

Divertido e comovente, Coração de Fogo tem tudo para agradar a crianças e adultos, graças à simpática e empoderada protagonista Georgia Nolan - dublada por Olivia Cooke, co-protagonista do ótimo The Sound of Metal (2019) - na versão original do filme. E, tendo como seu pai, o simpático ex-herói do Corpo de Bombeiros Shaw Nolan, dublado por Kenneth Branagh (diretor e protagonista de Morte no Nilo - 2021).


Apesar da trama relativamente simples, o que aliás é plenamente compreensível e até bem vindo - devido à necessidade de o filme ser acessível e compreensível aos pequenos espectadores -, a ótima direção e ritmo ágil de Coração de Fogo devem torná-lo bem agradável também ao público adulto.


Superação das barreiras impostas pela vida, empoderamento feminino e a importância da real amizade em nossas vidas, são temas aqui abordados de forma leve e ao mesmo tempo bastante objetiva.



A duração relativamente enxuta (1 hora e 32 minutos) também colabora para o êxito desta animação. Além, é claro, de personagens coadjuvantes carismáticos, como o motorista de carro de bombeiros que adormece no volante o tempo todo e o químico de físico avantajado que, no entanto, parece ter medo até da própria sombra, garantem a diversão.


Simpático, criativo para os padrões temáticos do desenho animado e bem dirigido, tem tudo para ser um sucesso neste verão à brasileira.