ESPÍRITO DE FAMÍLIA (L'Esprit de Famille)





Família, aqui ou na França, é sempre família


O eterno e universal conflito de gerações presente em qualquer família, sempre rendeu dramáticas e também hilariantes histórias no cinema.

"Espírito de Família", dirigido por Eric Besnard ("O Sentido do Amo", 2015), por sua vez, nos brinda em forma de uma simpática comédia dramática, acerca da eternamente complicada relação entre o escritor Alexandre (Guillaume de Tonquedec - "Roxane", 2019) e seu sempre irônico pai, vivido por François Berleand ("A Comédia do Poder", 2006) que nunca o deixa em paz, mesmo depois de morto.

A fórmula utilizada, é basicamente a mesma utilizada em praticamente qualquer filme norte-americano do mesmo gênero. O que faz a diferença aqui, é mesmo a qualidade e espirituosidade dos diálogos presentes ao longo da trama desta produção francesa.

O inegável talento e veia cômica do veterano ator, François Berleand como o divertido pai do protagonista, também evita que a trama caia na mesmice e previsibilidade característica de tantos outros filmes do gênero.


O recurso ao sobrenatural, outra característica bastante comum ao subgênero comédia romântica/comédia dramática, é bem explorada, sobretudo por conta da interação do pai falecido de Alexandre, com as belas paisagens litorâneas que permeiam a trama.

"Espírito de Família", em resumo, é uma boa demonstração sobre como é possível se realizar um filme a partir de uma fórmula já bastante utilizada e consagrada, com frescor e simpatia.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now