HOMENAGEADO

Milton Gonçalves

Começou a carreira em São Paulo, na peça Ratos e Homens, dirigida por Augusto Boal, onde conheceu Gianfrancesco GuarnieriFlavio MigliaccioOduvaldo Viana e tantos outros. Estudavam história do teatro, impostação de voz, postura, filosofia, arte e política.

 

Escreveu quatro peças, uma delas montada pelo Teatro Experimental do Negro e dirigida por Dalmo Ferreira. Militante do movimento negro, chegou a tentar a carreira política candidatando-se a governador do estado do Rio de Janeiro, em 1994.

Foi também o primeiro brasileiro a apresentar uma categoria na cerimônia de premiação do Emmy Internacional em 2006.

Sua primeira participação na TV foi na série O Vigilante Rodoviário (TV Tupi, 1961). No decorrer da década, esteve em obras da Rede Globo como Rua da MatrizRosinha do SobradoA MoreninhaPadre Tião, entre outros. Na década de 1970 esteve no elenco da novela Irmãos Coragem, Bandeira 2, O Bem-Amado, O Espigão, Gabriela, Roque Santeiro (versão censurada) e Pecado CapitalSem Lenço, sem Documento, O Pulo do Gato e Sinal de Alerta, todas na TV Globo.

E não parou mais. Foram cerca de 77 trabalhos em TV, entre novelas e séries. Participando de clássicos como Partido Alto (1984), Mandala (1987) e Que Rei Sou Eu? (1989).

A Rainha Diaba - cartaz.jpg

No cinema foram cerca de setenta filmes, com clássicos como Macunaíma (Joaquim Pedro de Andrade, 1969), Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia (Hector Babenco, 1977), Eles Não Usam Black Tie (Leon Hirszman, 1981), O Beijo da Mulher Aranha (Hector Babenco, 1985), e Carandiru (Hector Babenco, 2003). Também esteve em produções internacionais, como Orquídea Selvagem (Zalman King, 1989), Kickboxer 3: The Art of War (Rick King, 1992) e O Cobrador (Paul Leduc, 2006). Tudo isso intercalado por mais de trinta espetáculos teatrais.

Contudo, o filme Rainha Diaba, lançado em 1975, o projetou para outro patamar artístico, e com ele foi eleito Melhor Ator pelo Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Em 2003, foi homenageado na 31.ª edição do Festival de Gramado por ter participado em mais de 100 filmes nacionais.

Em sua homenagem, exibiremos A Rainha Diaba (Antonio da Fontoura, 1975) AQUI, nos dias 13 e 14/11.

Veja a homenagem do 8º CURTA NEBLINA ao ator Milton Gonçalves.

Participação do diretor Antonio Carlos da Fontoura, da atriz Zezé Motta e do ator (e filho de Milton Gonçalves) Maurício Gonçalves.