JURADOS

ator/diretor

ELIAS ANDREATO

Ator de teatro, cinema e televisão, diretor e muitas vezes roteirista de seus próprios trabalhos. Sua busca é pela humanidade dos personagens que interpreta e seus espetáculos frequentemente questionam o papel do artista na sociedade e a relação com seu tempo. Construiu uma carreira sólida feita, acima de tudo, pela escolha por personagem/personalidades que pudessem traduzir esse pensamento – Van Gogh, Oscar Wilde, Artaud, são exemplos dessa escolha e resultaram em interpretações marcantes que garantiram a ele um lugar especial no teatro brasileiro.

 

É um dos diretores mais conceituados do teatro brasileiro, tendo dirigido nomes com Paulo Autran, Marília Pêra, Maria Bethânia, Marília Gabriela, etc.

CHRISTIAN PETERMANN

crítico de cinema

Atua como crítico de cinema há 24 anos, com Inglês e Alemão fluentes.
Colabora com o Guia da Folha (SP) e as revistas Rolling Stone e SET (da qual é co-editor). Apresenta um quadro de cinema às quintas-feiras no programa Todo Seu (TV Gazeta/SP), apresentado por Ronnie Von. É curador do festival Cine MuBE – Vitrine Independente.

Foi mediador do projeto de entrevistas com cineastas Era Uma Vez... SP (CineSESC); atuou também como debatedor no Territórios Culturais, no qual se discute adaptações para cinema de peças de teatro e ministra uma oficina de crítica no Centro Cultural Oswald de Andrade.
Foi editor-assistente do anuário Guia de Vídeo; programador e assessor de imprensa do Cineclube Elétrico; editor da revista SET (1994-98), com a qual colabora até hoje; editor-assistente da revista G Magazine (Fractal Editora, 2000-01); co-editor da revista trade Ver Video (NBO Editora, 2002-04); e colaborou ainda com publicações como Interview, Vogue, Bizz, Contigo e Istoé Gente.
Foi colunista fixo do programa Manhã Paulista (TV Gazeta/SP, 1994-95). Foi curador e apresentador do projeto “Cadeira do Diretor Buchanan’s”, parceria com a Folha de S. Paulo e o Espaço Unibanco de Cinema/SP.
Editou os catálogos da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e do Festival Mix Brasil de Cinema e Vídeo da Diversidade Sexual – participando também como um dos curadores. Mediou debate (em inglês) na Mostra SP (2005) e na I Mostra do Audiovisual Israelense (2008).

 

montadora

CRISTINA AMARAL

Outra grande participação no juri do III CURTA NEBLINA é a montadora Cristina Amaral.
Uma das principais montadoras do país, notabilizou-se por sua parceria com os cineastas Carlos Reichenbach e Andrea Tonacci. Também trabalhou com cineastas como: João Batista de Andrade (jurado do II CURTA NEBLINA), Toni Venturi e Guilherme Almeida Prado.

 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now