XXX: REATIVADO


Apenas mais uma franquia exagerada em ação

O novo XXX Reativado - do diretor D.J Caruso (Eu sou o número quatro, 2014) - segue a mesma linha dos anteriores, com muitas cenas explosivas, diálogos e piadas forçadas, mas garante boas risadas.

Xander Cage (Vin Diesel, de Velozes e Furiosos 1 à 8) se junta com atiradora Adele (Ruby Rose, de Resident Evil 6, o capítulo final, 2016), o motorista Tennyson (Rory McCann, de Fúria de Titãs, 2012), um DJ e a nerd Beckie (Nina Dobrev, de Colega de Quarto, 2011) para recuperar uma arma capaz de destruir todo o planeta em um simples clique: a Caixa de Pandora.


Após Cage receber a visita da Agente Marke (Toni Collette, de Já Sinto Saudades, 2015) onde ele tem que descobrir onde os bandidos estão escondidos com a arma, parte para a busca dos companheiros, com muitas cenas de sedução, festas, lutas, armas e perseguições.


A escolha de Vin Diesel para o retorno ao personagem de Cage veio para recuperar o que foi perdido na filmagem anterior, onde utilizaram Ice Cube (Policial em Apuros, 2014). O filme não apresenta desafios intelectuais, lição de vida, moral e reflexão, porém as tomadas de câmera fazem com que as repetições de cenas de ação entusiasmem o espectador. É o eterno duelo entre vilão versus mocinho, em que a realidade de combate se contrapõe com disparos em demasia de tiros onde jamais a bala acerta o alvo.


Contamos ainda com a interpretação do jogador de futebol Neymar, com poucas falas, é verdade. Com um roteiro que se perde em sua conclusão, resta saber quem é o mocinho e quem é o vilão do filme.



This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now