TINHA QUE SER ELE? (Why Him?)


Uma %@&# comédia do #$%@!#$ para a família.

Ned Fleming (Bryan Cranston) é um chefe integro, um bom marido para Barbara (Megan Mullally) e um pai superprotetor para sua filha - caloura na Universidade Stanford - Stephanie (Zoey Deutch) e um grande fã da banda Kiss. Com a aproximação do Natal, ele recebe um convite inusitado da filha para conhecer o namorado, cujas nádegas aparecem numa videoconferência com a família. E esse namorado é um bilionário da internet de 32 anos com vocabulário mais chulo, Laird Mayhew, interpretado pelo produtor executivo, ator de comédia e o considerado hétero mais gay de Hollywood, James Franco.


Mal chegam na mansão/empresa de games e aplicativos dele - no Vale do Silício - e já são recebidos pelo rapaz cheio de tatuagens com todos os palavrões da língua inglesa e referências sexuais. Apesar da questionável imagem da família nas costas, ele se mostra um homem de coração aberto, hospitaleiro e de bem com a vida. Claro que Ned não vê nada positivo num cara que chama sua mulher de "Barb", revela a primeira vez com a filha e não se formou no ensino médio.


Para completar o conflito, Ned é dono de uma gráfica em Michigan desde os 13 anos, porém, com o advento da internet e a migração de suas empresas parceiras para o digital, seus negócios vão mal.

O diretor John Hamburg (da trilogia Entrando Numa Fria) foi professor de James Franco na New York University e deu total liberdade de improviso para os atores, como na cena da cama após Barb fumar maconha sugerida por Megan Mullally. O roteiro reúne Hamburg, Franco e Jonah Hill (Superbad, É hoje, 2007), outro nome da comédia americana. Isso gerou um demo reel de 240 horas para se transformar num longa-metragem de 90 minutos.


O roteiro utiliza de referências ao trabalho de Bryan Cranston na série Breaking Bad e clichês de jovens empreendedores de sucesso. A voz de Kaley Cuoco - a Penny da série The Big Bang Theory - como a versão feminina de Jarvis, o "mordomo-casa" de Tony Stark - o Homem de Ferro - e aparições como o inventor Elon Musk, o Masterchef Richard Blais, DJ Steve Aoki e os dois integrantes originais da banda Kiss: Paul Stanley e Gene Simmons.


O filme foi classificado como impróprio para menores de 17 anos por sua linguagem chula, sexo implícito e apologia a álcool e drogas. Mesmo que a dublagem resolva diminuir a linguagem, divirta-se com uma história sobre a bondade humana numa comédia natalina sobre família e amor cheia de palavrões.



This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now