DE VOLTA PARA CASA (Home Again)


Crise da meia idade em forma de decisões

Mãe recentemente divorciada decide celebrar a nova fase de vida junto com suas duas filhas mudando-se para a famosa terra natal Los Angeles. Assim, inicia o novo longo da diretora Hallie Mayers Shyer (Do que as mulheres gostam, 2000).


Em uma noite de celebração de seus quarenta anos durante uma festa noturna, Alice (Reese Witherspoon) conhece três jovens e promissores aspirantes a cineastas que estão à procura de um novo lugar para morar, o que propicia um lar temporário e uma permanente confusão.


A trama - que até pode pender para um típico enredo de sessão "pipoca vespertina" - ganha atenção do espectador por mesclar situações cotidianas de uma mãe em crise com o inusitado, no caso, os moradores recém chegados a cidade do cinema. Hollywood então passa de estúdio real para cenário fictício de fundo para essa leve comédia.


Engana-se porém quem assiste esperando apenas por cenas doces e estagnadas. Há em certos momentos assuntos tidos como polêmicos ou que incomodam - como podem questionar alguns espectadores - como uma cena na qual Alice, de 40 anos, desenvolve um romance com um dos inquilinos de 27 anos.


Cabe contudo, a quem for assistir ao filme, procurar ver essa comédia com outra perspectiva. Mesmo sabendo de antemão que haverá a felicidade em forma clichê de final feliz, o percurso que o roteiro traça durante a trama oferece muito mais do que simples risadas e suspiros: reflexão.

É o típico conto de fadas com final feliz.


This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now