ATENTADO AO HOTEL TAJ MAHAL (Hotel Mumbai)


Boa história com escolhas equivocadas


Estrelado por Armie Hammer (Me Chame Pelo Seu Nome, 2018) e pelo indicado ao Oscar Dev Patel (Lion - Uma Jornada Para Casa, 2016), Atentado ao Taj Mahal retrata a surpreendente história dos sobreviventes, após três dias de ataques constantes à Mumbai, que foi invadida por terroristas e devastada por bombas, incêndios e tiros.


Dirigido pelo diretor estreante Anthony Maras, que também assina o roteiro ao lado de John Collee (Promessas de Guerra, 2015), o longa centra sua ação nos ataques que atingiram o Hotel Taj Mahal. Entre os sobreviventes, estão o renomado chef Hemant Oberoi (Anupam Kher) e o garçom Arjun (Dev Patel), que escolhem arriscar suas vidas para proteger as demais vítimas. Em meio ao caos, um casal de hóspedes - interpretado por Armie Hammer (Suprema, 2019) e Nazanin Boniadi (O Dançarino do Deserto, 2015) - se vê forçado a lutar por sobrevivência para salvar a vida de seu filho recém-nascido.

Atentado ao Taj Mahal tem alguns pontos fortes como a trilha-sonora de Volker Bertelmann (Substantial, 2004), a edição de som - durante as sequências do atentado - e Patel, que traz a única atuação decente num elenco mal dirigido e injustamente submetido a um roteiro pouco envolvente com frases de efeito clichê, melodrama e violência gráfica, onde o esforço da narrativa podia ser despendido em criar personagens que nos toquem mais por sua humanidade do que por suas dimensões heroicas.



This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now