​KIRIKU, OS HOMENS E AS MULHERES (Kirikou et le Hommes et les Femmes)


Animação muito além da Pixar e da DreamWorks


Desde o dia 6 de agosto, a distribuidora Imovision tem disponibilizado gratuitamente, por meio do site do Sesc-SP, via streaming, o longa francês de animação Kiriku, Os Homens e as Mulheres, produzido em 2012.


Completando a trilogia escrita e dirigida por Michel Ocelot, precedida por Kiriku e a Feiticeira (1999) e Kiriku 2 - Os Animais Silvestres (2000), este último episódio da saga vivida pelo pequeno Kiriku, continua a contar suas aventuras nas quais, sempre com humor e esperteza, o garoto enfrenta feiticeiros, bruxas e outros perigos, para proteger a aldeia onde vive.


Narrado a partir do ponto de vista do Sábio da Montanha (avô de Kiriku) e por meio de várias pequenas histórias que se sucedem ou se cruzam, Kiriku, Os Homens e as Mulheres é também interessante por apresentar as claras diferenças culturais que caracterizam o cotidiano da pequena aldeia africana onde o pequeno Kiriku vive, em relação ao nosso universo.

A nudez, por exemplo, faz parte do cotidiano de todos os habitantes da pequena aldeia e, portanto, não lhes causa espanto algum. Além disso, as crendices populares relacionadas à magia e o absoluto respeito aos mais velhos também fazem parte de seu dia a dia.


Longe do perfeccionismo (e portanto também da frieza) dos filmes de animação produzidos pelos grandes estúdios norte-americanos, como Pixar e DreamWorks por exemplo, o inusitado da trama, bem como a ideia de choque cultural, presente sobretudo na cena em que um estrangeiro tenta se adaptar aos costumes da tribo de Kiriku, são mesmo o grande diferencial desta produção francesa.


Em vez de histórias urbanas e convencionais com humor previsível e situações corriqueiras, Kirikou, Os Homens e as Mulheres, aposta numa mensagem de tolerância e aceitação ao novo, ao diferente. E é aí que reside seu grande mérito.


Felizmente, o sucesso comercial, ao menos no circuito "de arte", permitiu a Michel Ocelot, encerrar sua trilogia sobre o simpático e sagaz garoto Kiriku, em grande estilo.