ASH VS EVIL DEAD



Reciclando um clássico com qualidade


por Jhuliano Castilho

Já há bastante tempo eu não via uma série tão boa quanto Ash vs Evil Dead, talvez pelo temor de que de, conforme muitas vezes acontece quanto se transforma um filme clássico numa série, acaba se perdendo muito do original, mas não é isso que ocorre com a série em questão, pois a cada um dos episódios que vi na primeira temporada se mantém a mesma agilidade.


São sempre episódios curtos, de vinte a trinta minutos no máximo, onde tudo se resolve rapidamente, ao contrário do que normalmente acontece em séries como Arrow, por exemplo, na qual cada episódio dura cerca de uma hora e onde não se mantém um padrão de qualidade. Ou seja, alguns episódios são ótimos enquanto outros são péssimos. Em Ash vs Evil Dead não há desperdício de tempo, a série é sempre ágil, divertida, repleta de gore (sangue, tripas e membros decepados pra todo lado).


Assistir Ash vs Evil Dead tem sido uma experiência tão agradável que simplesmente detonei a primeira temporada em apenas 3 horas, já emendando com a segunda e a terceira e terminando de ver tudo em um único dia. Ao menos nas duas primeiras temporadas, as principais referências ao clássico filme estão presentes, inclusive a mesma velha cabana.


A terceira temporada, por outro lado, inova ao incluir coisas como viagem no tempo, universos paralelos, etc; parecendo já estar preparando o terreno para uma quarta temporada que, infelizmente, ao menos por enquanto, foi cancelada.


Em resumo, Ash vs Evil Dead é um autêntico tributo aos fãs do filme original de 1981, um dos meus filmes favoritos, aliás, idealizado pelo visionário diretor Sam Raimi. A série que estreou em 2015 chegou à terceira temporada em 2018, trazendo um autêntico presente aos fãs da clássica trilogia do cinema também composta por Uma Noite Alucinante 2 e 3 (respectivamente de 1987 e 1993).




This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now