CAMINHOS DA MEMÓRIA (Reminiscence)


ECOS DO CINEMA NOIR

por Ricardo Corsetti


Ao ler a sinopse e ver o cartaz de divulgação de Caminhos da Memória há alguns dias, confesso que esperava assistir uma ficção científica e, cá entre nós, daquelas mais "rocambolescas". Mas para minha surpresa, felizmente me enganei totalmente. Em primeiro lugar, porque o filme trata-se muito mais de um bom suspense com elementos de ficção científica. E o melhor de tudo: o que realmente predomina ao longo de toda a trama é a linguagem e estética típica do cinema noir (subgênero bastante popular entre meados dos anos 40 e início dos 50).


Todos os elementos típicos do subgênero noir, estão aqui presentes: narração em off, anti-herói angustiado - vivido pelo sempre ótimo Hugh Jackman (Scoop - O Grande Furo, 2006) -, femme fatale de primeiríssima - vivida pela bela Rebecca Ferguson (Doutor Sono, 2019) -, clima constante de intrigas e conspirações, ambientação noturna das cenas, etc.


Caminhos da Memória é também um autêntico primor em termos de fotografia e direção de arte (cenografia e figurinos), no entanto, a estreante na direção e roteirista Lisa Joy, demonstra certa inexperiência e acaba patinando um pouco no ritmo da trama em alguns momentos, além de, digamos assim, carregar um pouco no "açúcar" em determinados momentos que envolvem o casal de protagonistas. Mas nada que comprometa necessariamente o resultado final que é, sem dúvida, bastante positivo.

Destaque também para a amargurada e, ao mesmo tempo, espirituosa personagem vivida por Tandie Newton (Assédio, 1997), visivelmente não correspondida em sua "paixão recolhida" pelo protagonista. Aliás, a sempre bela e talentosa atriz poderia ter sido melhor aproveitada no filme.



A porção ficção científica da trama realmente acaba ficando em segundo plano, o que, na minha opinião, faz muito bem a Caminhos da Memória, o tornando muito mais um belo e charmoso suspense, ou melhor, um estiloso neo-noir. Onde, apesar de algumas patinadas na condução da narrativa já relatadas, o conjunto obtido por uma produção caprichadíssima, associada a um elenco afiado, tornam o saldo final bastante satisfatório.