LARICA TOTAL - 10 ANOS DEPOIS




10 ANOS COM FOME DE CULINÁRIA TRASH

por Vicente Vianna


Os planetas se alinharam de novo. 10 anos depois do último programa Larica Total (número 74 de 3 temporadas 2008 - 2012), eles voltaram em um programa-documentário com 1 hora de duração. Pelo jeito irreverente dessa turma, esperava esse alinhamento 9 ou 11 anos depois,enfim um número ímpar para quebrar essa fórmula certinha, porém, dentro da anarquia também existe ordem. E por mais liberdade e essa semiótica brasileira, com o DNA do Canal Brasil - como disse o diretor-geral do canal André Saddy -, há um roteiro muito bem elaborado e interpretado com maestria pelo ótimo ator Paulo Tiefenthaler (A Noite da Virada, 2014) - o solteirão gourmet safo Paulo de Oliveira.

Até o primeiro nome é o mesmo, como também a locação era o seu apartamento em Santa Teresa. Ficou difícil para ele desassociar um do outro, acabava de gravar e continuava em casa tendo que fazer sua comida. Certo dia, como conta, um dos seus relacionamentos amorosos falou pra ele, em seu quarto, ter a impressão que na cozinha estaria uma equipe de filmagem esperando por eles. A neura era tanta que não tinha mais como continuar e pararam no auge da audiência. Essa e outras histórias hilárias, por exemplo: Como surgiu a ideia do programa, o encontro e a química perfeita entre Caito Mainier (Uma Quase Dupla, 2018), Leandro Ramos (Juntos e Enrolados, 2022) e Felipe Abrahão - diretores e roteiristas - e Paulo Tiefenthaler (ator e roteirista), que dizem nunca ter brigado, fato raro nas amizades.


Eles Realmente criaram um produto onde tudo parece improviso, mas contam que o episódio do pão de queijo foi a terceira versão que foi ao ar, pois seguiam um roteiro, com frases e tudo mais planejados antes, e tinham o cuidado de acertar, porém, para o público dava a impressão que o apresentador do programa é um “youtuber”.

Esse especial está dividido em duas partes. A primeira, um documentário para relembrar como se conheceram, a ideia de mais um programa de culinária, porém com um olhar diferente, o porque de terminar quando estava agradando, o que aconteceu com cada um nesses 10 anos e o planejamento para a volta agora com o intuito de celebrar todo esse sucesso. O retorno ao apartamento, agora alugado por um jovem que trabalha na Petrobrás e permitiu por um modesto cachê fazerem a filmagem na velha cozinha. Segundo Paulo, "depois que a produção tomou conta ele com certeza se arrependeu, poderia ter cobrado mais".


A segunda parte é um episódio intitulado: ”Dedo no cozido e gritaria” onde Paulo Oliveira ensina a fazer um cozido com o que tem na geladeira. A energia está de volta! Como diz Caito: “Parece que voltamos no tempo, nada mudou desde o começo", e "Se vamos fracassar que seja de maneira épica! E de novo fizemos da precariedade um Show!”


O solteirão gourmet está de volta! Para a geração fiel que até apoia em massa o livro de receitas do Larica na plataforma de crowdfunding Catarse (onde bateram a meta em 2 horas), é uma alegria que demorou 10 anos para se realizar, e, para os que não conhecem, sobretudo a molecada, é a chance de se identificarem também, pois todo ser vivo sabe que a fome é universal. Viva a culinária trash!